Ficar sozinho é algo ruim?

Já se deparou com situações das quais você se vê consultando o celular toda hora em busca por mensagens ou mesmo espiando rapidamente nas redes sociais ao invés de trabalhar? Com a prevalência da comunicação instantânea, acabamos por nos acostumar a se sentir conectados com outras pessoas a todo o momento, 24/7, procurando pela conexão sempre que possível.

Podemos nos sentir conectados ao vermos a situação dos demais nas redes sociais, mas o fato de vermos os timeline, listas de amigos lotadas, risadas e ‘likes’ geralmente nos deixa meio pra baixo em relação às nossas próprias vidas. Às vezes dá aquela sensação de solidão.

Humanos são animais sociais – nós nos desenvolvemos através do poder das conexões. A troca de experiências e construção de vínculos com pessoas que nos auxiliam e amam fazem parte de nossa natureza. Quando não temos essas coisas ou achamos que os outros estão usufruindo delas sem a gente, os sentimentos de perda e rejeição podem acabar por se manifestar em nós.

Logo, a ideia de isolamento muitas vezes é vista como algo ruim. Mas haveria vantagens em passar um tempo só?

O desafio de estar só

É importante lembrar que ‘reclusão’ e ‘solidão’ não são a mesma coisa. Há vezes em que desfrutamos do tempo sozinhos enquanto em outras situações podemos nos sentir solitários mesmo tendo outras pessoas conosco.

Solidão é algo que nasce da nossa percepção relacionada à falta de conexão social, ao se formar um vão entre as nossas expectativas sociais e a realidade de não se sentir parte do grupo. Infelizmente, essa situação muitas vezes nos leva à procura de relacionamentos que podem não nos preencher por completo, sendo escolhas feitas com o intuito de evitar o desconforto da solidão.

Enquanto há vezes em que escolhemos permanecer só, o isolamento em excesso pode ser prejudicial para o nosso bem-estar emocional. Passar muito tempo em ‘reclusão’ pode ocasionar sentimentos como ansiedade e a depressão, desgastando-nos da busca por felicidade e sentido de nossas ações.

A solidão pode ser também um problema para a nossa saúde física, levando à nutrição precária, falta de sono e exercício, podendo afetar até mesmo o nosso sistema imunológico¹.

Mas a notícia boa é que podemos tomar medidas positivas para reparar esses sentimentos simplesmente nos esforçando em nossas conexões interpessoais, onde quer que for possível, nutrindo as relações já existentes.

Os benefícios do ‘estar só’

Para muitas pessoas, tempos de reclusão são verdadeiras bênçãos. Algumas pessoas introvertidas, sejam tímidas ou não, ao confortassem em sua reclusão, conseguem recarregar as suas baterias e restaurar o ‘eu interior’.

Seja você é alguém introvertido ou extrovertido, ter um tempo para si é uma oportunidade para se conhecer melhor e descobrir o seu propósito interior. Você se encontrará em melhor situação para desenvolver o entendimento dos seus próprios pensamentos e desejos e, por conseguinte, aprimorar a sua inteligência emocional.

Se você se sente confortável com você mesma, você pode nutrir sua independência de forma que você tenha mais a oferecer em suas relações. Dedicar um tempo à distância dos outros significa apreciar o tempo despendido com os mesmos ao invés de se sentir sobrecarregada por muitas obrigações sociais.

E no momento em que pressões e influências externas são removidas, você pode se focar em seus interesses próprios, tornando-se muito mais fácil redescobrir a sua criatividade e intuição.

Nosso cérebro necessita de equilíbrio

Então, para prosperarmos, precisamos de tempo tanto para nós quanto para os outros. O equilíbrio perfeito costuma ser diferente de pessoa pra pessoa e, por conseguinte, devemos achar o ponto ideal para nós mesmos.

Ao entender a diferença entre solidão e reclusão, assim como o que cada uma dessas palavras significa para você, inicia-se o processo de cuidado com a pessoa mais importante da sua vida: você mesma.

Na Nelsons, temos como missão, auxiliar no entendimento e cuidado emocional de forma que você possa levar uma vida de bem-estar e confiança. Nosso sistema completo dos Florais de Bach™ Originais tem o intuito de ajudar na sua jornada de autodescobrimento e equilíbrio emocional. Saiba mais sobre como as 38 essências funcionam em harmonia com o seu corpo.

Nós nos utilizamos de Cookies com o intuito de fornecer aos usuários, a melhor experiência possivel em nosso Website.

Saiba Mais

Sua Privacidade

Ao visitar um Website, este pode armazenar ou adquirir informações de seu navegador, geralmente em forma de Cookies. Nós utilizamos essas informações principalmente para garantir o funcionamento do Website da forma desejada por vocês, clientes, e também para aprendermos como aprimorar futuramente essa experiência. As informações costumam não identificar vocês diretamente mas permite-nos proporcionar uma navegação mais personalizada.

Pelo fato de respeitarmos o seu direito à privacidade, você pode optar por não permitir determinados tipos de Cookies. Clique no cabeçalho de categoria diferente para encontrar mais opções de mudanças nas permissões. Porém, o bloqueio de alguns tipos de Cookies pode impedir certas funcionalidades do Website de funcionarem da forma esperada.

Cookies Funcionais

(Obrigatório)

Estes Cookies permitem que você utilize o Website e são necessários para que o mesmo funcione de forma esperada.

Estes Cookies são Obrigatórios

Cookies de Desempenho

Esses Cookies nos ajudam a entender a forma como as pessoas estão utilizando o nosso Website para que possamos aprimorar a experiência do mesmo. Alguns desses Cookies podem ser configurados por terceiristas de confiança, como Google Analytics. Os Cookies em questão podem também ser utilizados para personalizar a sua experiência por lembrarem das suas preferências e configurações.

Marketing cookies

Esses cookies são usados ​​para melhorar e personalizar a sua experiência com as nossas marcas. Podemos usar esses cookies para mostrar anúncios de nossos produtos ou medir o desempenho de nossos anúncios.